Projetos para investidores

Além do seu segmento comercial, a Margem Cinema Brasil também possui projetos autorais. Estes projetos estão abertos a receber investimento em forma de patrocínio ou product placement.

Nós, que nos queremos tão pouco é um longa-metragem de cerca de 70 minutos. Duas filhas, Mara e Antonia, e um pai, Constâncio, se reúnem devido à possibilidade de exumação do corpo de Mariana, sua mãe e esposa, morta em um suposto acidente de carro anos antes. Esse encontro trará sentimentos pesados e arrependimentos que abalarão a família, além do segredo que os destruiu: o abuso sexual da filha mais velha, Mara, pelo pai Constâncio. O filme aborda uma questão de suma importância no Brasil e no mundo e que ainda é muito pouco discutida.

Pedalar é uma série de 13 episódios com a duração de 26 minutos cada. Em formato “docu-reality”, acompanharemos como cada personagem se adapta à realidade da mobilidade urbana da cidade onde vive e enfrenta o Caminho de Santiago. Serão levantadas questões relevantes sobre igualdade de gêneros e dispendida atenção especial ao acompanhamento da viagem das ciclistas e o impacto disso em sua visão de si mesmas e de seu lugar na sociedade.

As Supimpas é uma série ficcional com 13 episódios de 26 minutos que conta a história de Luise Marchan, que, demitida após comandar um programa por 20 anos, reencontra Bianca de Almeida, amiga e atriz aposentada. As duas criam As Supimpas, programa de aventura realizado com uma equipe da velha guarda do cinema brasileiro. O programa viraliza na internet, transformando Luise e Bianca em estrelas novamente. As Supimpas aborda a terceira idade de uma maneira diferente e tem uma proposta transmídia: os programas de aventura produzidos por Bianca e Luíse estarão realmente disponíveis na internet.

Lua em Câncer é uma série ficcional sobre o universo médico, mais especificamente a Oncologia. A primeira temporada tem 13 episódios de 26 minutos cada e conta a história do Dr. Roberto Freitas, um respeitado oncologista de Porto Alegre que tem na sua relação com os pacientes e a decisão compartilhada como seus grandes diferenciais no tratamento da doença. A série está em fase de produção e as gravações terminam em setembro. A previsão de finalização do projeto é dezembro de 2017.

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: